1.1 Histórico da EEEM “ARNULPHO MATTOS”

A Escola Estadual de Ensino Médio “Arnulpho Mattos” foi fundada em 31 de Março de 1977, em atendimento a legislação vigente da época (Lei Nº 5.692/71), que determinava a obrigatoriedade do ensino profissionalizante no 2º grau a todas as escolas públicas e privadas. Ofertava os Cursos: Técnico em Eletricidade e Auxiliar Técnico em Desenho Mecânico. Esta determinação atendia ao projeto político macro estrutural pós-64, que seria o de formar mão-de-obra para as transnacionais que estavam sendo instaladas no país.

Em abril de 1997, foi editado o Decreto Federal Nº 1.543, quatro meses após a promulgação da LDB, que impôs um conjunto de reformas à educação profissional no país, sendo a principal delas a separação estrutural entre o Ensino Médio e o técnico-profissionalizante. O governo do estado do Espírito Santo, em 1999, suspendeu a oferta desta modalidade de ensino. Deste então, a Arnulpho Mattos passou a ofertar somente o Ensino Médio, apesar da grande e crescente demanda local pelo ensino profissionalizante.

Em 2004, foi editado o Decreto Federal Nº 5.154/2004, de 23/07/2004, que possibilitou a oferta do Ensino Médio Integrado à Educação Profissional.

A EEEM “Arnulpho Mattos” era a única escola que ofertava a modalidade de Ensino Médio Integrado no Estado do Espírito Santo. Os cursos seguem os pressupostos teórico-metodológicos, sob a égide da legislação vigente, não mais na lógica tecnicista, mas calcada na perspectiva de desenvolvimento sustentável. Este cenário demanda uma dupla articulação com a educação básica e com as políticas de geração de emprego e renda. A expectativa social mais ampla é de que se possa avançar na afirmação da escola básica unitária; portanto não dualista, que articule cultura e democracia efetivas.

Atualmente a Escola Estadual de Ensino Médio Arnulpho Mattos está organizada em conformidade com necessidades estruturais indicadas pela Secretaria de Educação,